LITERATURA DE CORDEL


Literatura de cordel

Quando eu era criança, costumava ir com a minha avó à cidade nos dias de feira e, em enquanto ela escolhia os produtos, eu ficava na ansiedade de encontrar os artistas de feira; aqueles que ainda hoje sobrevivem da arte com suas criatividades, pelas cidadezinhas do interior. Era o homem da cobra e seus remédios milagrosos; a dupla de coquistas e emboladores, entre tantos outros.
O que mais me encantava eram os cordelistas que contavam diversas histórias cercado pelas pessoas, entre as quais, estava eu, admirado com a poesia. Logo na adolescência comecei a ensaiar os primeiros versos e após uma desilusão amorosa, escrevi meu primeiro livreto de cordel, “Romance Proibido”, em 1970. A partir daí, foram diversas histórias com temas variados. Após a edição de 2 Filhos de Francisco, o encontro com a dupla e, palestras para alguns colégios de Recife, finalmente tomei gosto por esta modalidade e resolvi reeditar e espalhar os frutos deste meu dom. Agora que o cordel é tema de pesquisa, parte da nossa cultura e da minha própria trajetória, eis aqui 72 títulos à disposição dos colecionadores e amantes da literatura de cordel: uma das minhas primeiras paixões.






















Locais de Vendas:
Banca de Revista 24 horas - Ródoviaria de Caruaru - PE
Livraria Estudantil -Centro- Caruaru - PE
Livraria Dom Bosco - Centro -Caruaru - PE
Aeroporto Recife - PE
Alto da Sé - Olinda - PE
Ferinha de Boa Viagem - PE
Centro de Artesanato de Pernambuco - Bezerros- PE
Rodóviaria de Santa Cruz do Capibaribe - PE



4 comentários:

Anônimo disse...

Ola amigos deste belo municipio,foi ai que no dia 10/06/61.Eu vim ao mundo.Foi dai que em 22/02/82.Que eu sai.Até então só voltei uma vês,Passei 20dias,e retornei á São Paulo,e nunca mais voltei.A bela igreja em memória de frei damião eu ajudei colocar as primeiras pedras com sr.Raul.Até então não sei se ele ainda é vivo.Morro de saudades dessa cidade humilde e hospitaleira,cheia de gente humildes e boms.Acompanhei o pequeno desenvolvimento desta pacata cidade,quando oentão sr Barnabé era prefeito.Depois foi José Guedes,logo depois Dr.Samoél Alves Cabral.Bom meu amigo e desconhecido mentou dessa bela pagina na internet,parabéms por essa atitude tão valiosa e que vai ajudar muita gente a matar a saudade desse lugar.

Yanne Almeida Sobrinho disse...

Adorõo literatura ii essa então tá lindãa história maravilhosa!!

tita caxiado disse...

Olá Yanne! Obrigado pelo seu comentário
que também, não deixa de ser um insentivo.
Grande abraço.

ednice ferreira de souza disse...

Amigo Caxiado, é um sempre um prazer prestigiar o seu trabalho, sempre criativo e tocante. Que Deus o abençoe ainda mais em sua tragetória. Beijos fraternos da amiga Ednice Ferreira (Chiquinha)

Postar um comentário